quinta-feira, julho 27, 2006

Dois metros

A segunda etapa do Circuito Nordeste/Centro-oeste de Polo Aquático será no feriado de sete de setembro em Salvador. Não deixe para a última hora, garanta logo a vaga do seu time.

Tudo indica que mais uma vez contaremos com a boa vontade dos árbitros voluntários. Cada time cede quantos árbitros for possível. Isso requer não somente um espírito de cooperação gigantesco de quem segura uma batata quente dessa, como um alto nível de consciência de quem joga, lembrando sempre do quanto é difícil apitar esse esporte e que nenhum árbitro do planeta sairia 100% aprovado de um evento inteiro.

O maior problema é no centro. Não há como a gente se guiar pelo que ocorre na Europa ou na primeira divisão brasileira. O condicionamento não é o mesmo. O nível não é o mesmo. Os parâmetros têm que ser diferentes. Deixar o jogo correr sem marcar falta é um convite para perder o controle da partida.

Outra mudança que sugiro é aumentar em pelo menos cinco segundos o tempo de posse de bola. Como a maioria absoluta dos participantes não treina de forma espartana, e algumas equipes viajam com menos de 13 atletas, é natural que a bola demore muito a chegar ao ataque e o desgaste seja excessivo, diminuindo o ritmo dos jogos.

São sugestões. Cabe a todos participar das discussões para que os times já possam viajar sabendo como irão jogar.

8 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Concordo com mais 5 segundos de ataque.
Quanto a falta no centro, os juízes tem que ter sempre o mesmo parâmetro.
E deixar correr o jogo deve ser feito até a posse de bola do atacante, este com a posse de bola é gol ou expulsão.
Não há mais pingada errada.
Outra sugestão é diminuir o campo em 1 ou 2 metros e usar as regras oficiais

27 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com mais 5 segundos de ataque.
Quanto a falta no centro, os juízes tem que ter sempre o mesmo parâmetro.
E deixar correr o jogo deve ser feito até a posse de bola do atacante, este com a posse de bola é gol ou expulsão.
Não há mais pingada errada.
Outra sugestão é diminuir o campo em 1 ou 2 metros e usar as regras oficiais

27 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Concordo com mais 5 segundos de ataque.
Quanto a falta no centro, os juízes tem que ter sempre o mesmo parâmetro.
E deixar correr o jogo deve ser feito até a posse de bola do atacante, este com a posse de bola é gol ou expulsão.
Não há mais pingada errada.
Outra sugestão é diminuir o campo em 1 ou 2 metros e usar as regras oficiais

27 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

algum time tem vaga pra um jogador avulso ?
anaodorl@yahoo.com.br

29 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Não concordo com o acrescimo de 05 segundos. Apesar das dificuldades que surgem com este tempo a menos, temos que nos esforçar para nos adaptar às regras oficiais, caso contrario quem perde são os próprios times. A final, temos que ter em mente que o objetivo destes campeonatos é fortalecer o Polo Aquático fora do eixo Rio-São Paulo.
ATT, Éder Machado Leite (Camarão)

31 julho, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Here are some links that I believe will be interested

04 agosto, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Here are some links that I believe will be interested

09 agosto, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Hi! Just want to say what a nice site. Bye, see you soon.
»

10 agosto, 2006  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home