domingo, outubro 01, 2006

Valeu a pena

Nas postagens sobre o Troféu Brasil me chamaram muito a atenção os comentários feitos pelo Sérgio Moraes. Ele relatou que seus filhos Pedro e Luiza, atletas do Quito no infantil do Fluminense, fizeram questão de ir a todos os jogos e tirar fotos com seus ídolos, como fizeram acima com Ivan Perez e abaixo com Molina e Sottani.
Nos comentários, Sérgio contou que nunca havia visto tamannho entusiasmo na época em que os dois competiam na natação.
Claro que Pedro e Luiza não são exceções. Os irmãos jogadores do Fluminense João (juvenil) e Tomás (infanto), assim como a irmã atleta de nado sincronizado do Tijuca, não perderam a chance de estar perto de um jogador da elite mundial.
Não existe nenhum fenômeno especial nisso. Em todo esporte isso acontece. A identificação com os ídolos serve como motivação. É preciso se teridéia de onde se quer se chegar, ou mesmo além de onde deseja ir. Claro que os ídolos não precisam ser apenas os gringos. Fred (infantil do Tijuca), Canhotinho (infantil do GB) e Pedro (infantil do Flu), assim como vários outros atletas de novas gerações, tem a mesma admiração pelo pessoal pratadacasa.

Ainda mais quando têm a chance de os ver de perto tendo que superar todo o histórico de falta de apoio para, dentro dágua, tentar bater de frente com os gringos de igual para igual.

2 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Ficou exelente Helcio. Na verdade eles não viram todos os jogos, pq alguns eram na hora de escola....e a mãe obviamente não deixou......rs...mas foram em quase todos....e eu tb acho que valeu e vale a pena.....mais uma vez parabens pelo blog.

abs

Sérgio

02 outubro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Olá Helcio!
Compartilho com o Sergio e a Lilian do esforço em apoiar o Pólo Aquático, simplesmente, por amor ao esporte!

Considerando que lá em casa se respira, conversa e se vive intensamente este esporte espetacular há muitos anos - sou casada com o Carlinhos (de quem sou fã n° Zero!!!), que já foi um dos maiores jogadores do Brasil e é o técnico com mais títulos conquistados na última década, mãe de duas jogadoras (umas das quais tem duas medalhas de bronze panamericanas, pela Seleção Júnior), além de treinar com o feminino do Flu, hoje, para manter a forma, fica fácil imaginar o porquê do Pólo fazer parte das nossas vidas!

O Serginho me mandou o link do seu blog e, cá estou eu, abusando do seu espaço para fazer um BIG comentário!

O Troféu Brasil, apesar de ter sido palco de muitas críticas e tentativas de impugnação de resultados, foi, sem dúvida, uma experiência ímpar para jogadores de todo o Brasil que puderam estar presentes. Ver de perto 'figurinhas' de peso internacional na piscina, quando isso, para muitos, só é possível pela TV (... e a cabo!) e, mais, jogar contra e com eles, como foi o caso dos tricolores, é uma oportunidade!

Foi incrível ver os mais jovens disputando lugar nas fotos, torcendo, vibrando com os lances nos jogos. E é muito bom constatar que o 'material humano' formado aqui é muito valorizado lá fora!!! Leia-se, com a expressão, os impressionantes irmãos Perrone - Kiko e Felipinho são mesmo um show! E foram para a Espanha para terem o valor reconhecido. E, lembro aqui e rendo homenagens; por méritos próprios, dos técnicos que os formaram e dos pais, Ema e Ricardo, que sempre deram apoio e incentivo incondicionais!

Ao lado deles, Ivan Perez, Guillermo Molina e Leonardo Sotanni brilharam, sim, são fenômenos, jogam muuuuuiiitoooo!!! Mas, como pessoas sensíveis e maravilhosas que são, tiveram o cuidado e a atenção de dividir vivências e experiências e transformar muitas conversas com atletas em incentivo para seguirem adiante, sempre firmes, em busca de melhores resultados, com muito treino!

Nada vem de graça, não é mesmo? E é preciso muita motivação sempre, para seguir superando dificuldades, pouco apoio, entre tantos outros obstáculos.

Fiquei com muita pena, embora também tenha engrossado os pedidos de televisionamento, que o campeonato não estivesse inserido na grade de programação da SporTV... e, em cima da hora, concorrer com o Mundial de Basquete seria mesmo uma utopia pensar que teríamos algum espaço!

Mas, são iniciativas como a sua, de levantar o Pólo no Ceará, de Floripa e João Pessoa, de realizar campeonatos por lá, do Fluminense que, com o apoio de um ex-jogador, amante do esporte, trouxe essas estrelas, entre outras que sabemos que acontecem, que, mesmo quando a 'peteca' está prestes a cair no chão, encontramos forças para correr, alcançar e jogar pra cima novamente!

Nosso esporte é do dia, da luz, tem bola, gol e muita emoção! Pode ser mais um a tirar crianças e jovens das ruas e da vagabundagem. Cabe àqueles que gostam mesmo do esporte e fazem algo para vê-lo, efetivamente, CRESCER dar a contribuição para que haja estímulo constante!

Perder a energia jamais!

Parabéns pelo BLOG! Vou 'fuxicar' um pouco mais...

Um abraço,
Cristiana

03 outubro, 2006  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home