quinta-feira, março 30, 2006

"Podemos ensinar o Pólo em qualquer piscina"

Ângelo Coelho foi um dos primeiros a entrar em contato oferecendo ajuda pro que precisássemos em Fortaleza. Fez isso sem nunca ter me visto na vida. Fez como faz tudo pra ver o Pólo Aquático crescer. Um cara desse só pode merecer todo nosso respeito. O fato é que, como tantos outros que passaram pelo blog, ele merecia mais do que os benefícios da subjetividade. Mas ele está feliz e, nesse nosso mundo louco, isso já é muito. Ainda bem que existem caras como o Ângelo.

Pólo Ceará - Você poderia fazer um balanço da viagem que acaba de fazer?

Angelo – Estive acompanhando o treinamento da equipe do Barceloneta, campeão da Copa do Rei e favorito para a liga espanhola, conta com um grupo de 13 atletas profissionais e fazem 2 treinamentos diários, uma estrutura muito profissional com médico, fisioterapeuta e psicólogo e um treinador que acompanha cada detalhe na preparação física, técnica e tática de sua equipe.Não podemos fazer uma comparação com nenhuma equipe brasileira pois os atletas são profissionais e vivem do dinheiro que ganham no clube.

Também acompanhei um treinamento da seleção da Catalunia para atletas de 13 a 18 anos, um excelente projeto onde 18 jogadores foram selecionandos e além de treinar pólo eles estudam e fazem as refeições, alguns que foram escolhidos de cidades fora da Catalunia tem até moradia na escola (Residência Blume) , os atletas fazem treinamentos todos os dias das 11:30 às 14:00, 2ªs,4ªs e 6ªs treinam também a noite, nas 3ªs e 5ªs estes atletas treinam nos clubes.

Na Itália passei 4 dias , assisti um jogo da A1 e um da A2 e um torneio para crianças de 8 a 10 anos onde haviam 4 campos de jogo e as partidas eram disputadas simultaneamente sem a preocupação com o placar, achei sensacional, mais de 200 crianças e 300 pais na arquibancada.E a informação mais interessante é que isso é feito uma vez por mês, cada vez em um clube.

A partida da A1 era entre Brescia e Chiavari, a equipe de Brescia conta com 6 estrangeiros, 3 naturalizados e entre os 13 jogadores 9 jogadores de diversas seleções,fortíssima e venceu o jogo com certa facilidade.Detalhe interessante, no banco todos os treinadores de terno e gravata, para ver a importância que eles dão para um jogo de pólo.

No jogo da A2 o que chamou a atenção foi o número de pessoas assistindo, mais ou menos 400, era a estréia do time da casa na temporada, outra curiosidade, quem apitava era uma arbitra.O nível era um pouco acima do nosso, e os times tinham alguns jogadores com menos de 18 anos no banco.

Pólo Ceará - Como está o nível de treinamento que você viu lá?
Angelo – Bem um aspecto que me chamou a atenção foi que durante os 20 dias que estive na Espanha assisti a treinamentos de todas as categorias, Benjamin 9 e 10 anos, alevi 11 e 12 anos, Infantil 13 e 14 anos, cadete 15 e 16 anos, juvenil 17 e 18 anos e Junior 19 e 20 anos e maiores e em todos os treinos que acompanhei haviam grupos de no mínimo 10 atletas que se empenhavam ao máximo e disputavam vagas nas equipes, diferente do que temos aqui, onde praticamente é só treinar que joga.

Os treinos não diferem muito do que vemos aqui, é claro que com mais jogadores, mais intensidade a qualidade dos jogadores se torna bem superior.
Não sei se acontece em todos os clubes da Espanha, provavelmente não, mas onde estive, eles davam muita ênfase na preparação física o que facilitava muito a parte tática e técnica.

Pólo Ceará - Qual a expectativa do Botafogo para esse ano?
Angelo – Este ano o Botafogo tem como objetivo participar de todas as competições realizadas pela FARJ e CBDA tanto no masculino como no feminino, importante também dizer que estaremos defendendo os títulos conquistados em 2005, para isso estamos preparando uma equipe adulta mais forte para esta temporada.

Pólo Ceará - Como foi o título da Taça João Havelange pelo Botafogo ano passado?
Angelo –Fomos campeões do João Havelange, que foi disputado pela primeira vez em quatro fases nas quais o Botafogo venceu todas as partidas que disputou, tínhamos um elenco com 20 jogadores dos quais 6 juvenis, 2 juniores, 12 adultos sendo 2 estrangeiros, creio eu uma coisa muito importante foi esta mescla de jogadores jovens e jogadores experientes que muitas vezes me pediam para não jogar para eu colocar um garoto para que este ganhasse experiência. Isto facilitou muito no sentido que eu tinha tranqüilidade na hora de escalar a equipe e não me preocupava se um ou outro ficaria chateado se não jogasse.

Pólo Ceará - Você recebeu jogadores estrangeiros em sua própria casa. Qual a importância desses jogadores para o Pólo Aquático brasileiro e qual a impressão que eles têm do que vêem aqui?
Angelo – Bem não foi a primeira vez, desde que estou no Botafogo, temporadas de 2003,2004 e 2005, nós já trouxemos 1 chileno, 2 colombianos,, 1 espanhol, 1 italiano e 1 croata. Para nós é muito importante esta participação estrangeira pois trás muita experiência para nossos atletas que tem a oportunidade de conviver e aprender muito com atletas de outros países.
Para o pólo brasileiro creio que não faça muita diferença pois 2 atletas em um clube , seria interessante ter estrangeiros em todos os clubes.


Pólo Ceará - Quais as chances das seleções masculina e feminina no Pan 2007 na sua opinião?
Angelo –Na minha opinião no masculino estaremos disputanto a medalha de bronze, uma vez que não temos como ganhar dos EUA, que conta com uma gama muito grande de atletas, inclusive com muitos jogando na Europa. O Canadá está um pouco acima , pois tem participado de mais competições internacionais que o Brasil, mas dependendo da estrutura que for planejada para o treinamento da seleção, podemos até conseguir ganhar do Canadá e conseguir a prata. No feminino EUA e Canadá estão muito acima do Brasil porém creio que o Bronze é garantido pois as outras seleções são inferiores.

Pólo Ceará - Numa entrevista o Tony Azevedo comenta que um dos problemas do Pólo Aquático é a compreensão das regras. Isso me parece ser um complicador num país com estrutura. No nosso há outros mais profundos, com certeza. Você, que vive o pólo aquático tão intensamente, vê algum caminho para uma popularização e aumento da participação de patrocinadores?
Angelo - Sem dúvida para quem não conhece o jogo é muito difícil de entender, mas isso não temos como resolver, o que podemos fazer é tentar popularizar para que mais pessoas conheçam o pólo, não tenho uma fórmula mágica mas creio que deveríamos em primeiro lugar formar mais profiissionais para trabalhar no pólo, depois disto colocar escolas de pólo em todas as piscinas onde exista a natação.

Por muito tempo tentamos ensinar pólo em piscinas que tinham a metragem oficial do esporte quando na verdade podemos ensinar o pólo em qualquer piscina, e aproveitar o fator ludico do pólo, devemos adaptar as regras para tornar o pólo mais conhecido e mais fácil de jogar, por exemplo, segurar a bola com as duas mãos, colocar o pé no fundo e outras. O exemplo que vi na Espanha, eles tem 12 clubes profissionais e 50 que participam de competições de todas as categorias, mas sem dúvoida os 12 profiissionais dependem diretamente dos outros menores para conseguir seus atletas.

3 Comments:

Anonymous Fernando Costa said...

Me chamo Fernando e estou no penultimo periodo da faculdade de educacao fisica, venho frequentendo o blog ultimamente e so tenho elogios a vcs!
Trabalho com natacao em um clube na tijuca aqui no rj e estou comecando a introduzir o polo aquatico la, a aceitacao esta sendo otima, mesmo eu tendo q dividir 25m de piscina entre o polo, natacao, hidroginastica e agora hidroterapia...
O prof. Angelo me deu uma forca muito grande e agradeco aqui mais uma vez a ele por todo o material q me forneceu alem de aritgos sobre o esporte, muito obrigado!
E gostaria de manter contato com voces do blog, quem sabe um intercambio futuro?
Grande abraco a todos!
(meu e-mail: araujofc@gmail.com)

30 março, 2006  
Anonymous Satoshi said...

A gente teve esse "problema" no começo!! Praticamente dividíamos uma piscina de saltos (15x10) com o nado sincronizado! Era as meninas saindo de um lado e os jogadores pulando pelo outro!! Agora, pelo menos estamos com a piscina de 50m liberada depois do treino da natação!! Aos poucos vamos ganhando espaço!!
E é unânime!! Para o polo aquatico brasileiro crescer é preciso massificar!! Iniciativas como essa do Fernando devem ser seguidas!!
Uma semana antes do campeonato iremos fazer um aulão de polo, convidando estudantes de colégios e faculdades!! Precisamos investir pensando no amanha e tbm para tirar essa idéia de jogo violento e para "super homens"!!
vlw

30 março, 2006  
Anonymous Gloria Plutarco said...

bom, quero apenas elogiar o site, gostei muito dessa entrevistazinha, fico feliz em ver bons resultados devido ao esforço das pessoas, dedicaçao, etc..
E vc Helcio tem dedicação que sobra! Sempre atualizando, fotos muito boas! Continue assim, se cuida! ;)

30 março, 2006  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home