quarta-feira, novembro 29, 2006

Retrospectiva

Posso estar 100% errado, mas se estivesse na CBDA, sendo criticado por absolutamente todos que fazem (ou tentam) o WP no Brasil, eu pelo menos mostraria o que teve de verba disponível no ano que passou, o que foi feito com a verba e o planejamento pros próximos anos. Tem que abrir esse baú pra ver se sai algo de dentro.

Essa matéria evidencia o descaso na formação de profissionais. A responsabilidade fica toda pra quem cai na água pra jogar, sem que o mínimo trabalho de base seja feito.

Bem, por aqui nós sabemos que dependemos de nós e só de nós mesmos. Em pouco mais de um ano de WP vivemos um tobogã, com altos e baixos, e vou lembrar diversas passagens, quanto gastamos, o que conquistamos, onde falhamos e o que ainda queremos.

A foto acima, tirada mais ou menos em setembro de 2005, foi tirada na AABB, piscina onde fizemos os primeiros coletivos. Isso depois depois de uns dias nadando com bola na praia. Pra não dizer que a Federação Cearense de Desportos Aquáticos nunca nos ajudou em nada, eles nos ligaram algumas vezes pra oferecer descontos na federação dos atletas (sabe-se lá pra quê, já que não há campeonatos oficiais por aqui, muito menos clínicas) e foi o presidente da entidade quem conseguiu a liberação da AABB aos sábados (ele é do clube). Ah, era esse clube também onde estavam guardadas as traves e bolas enviadas pela CBDA. Estava tudo lá parado.

Pra contar a história, subidas e descidas, vamos contar direito, começando pelos personagens de primeira hora. Em pé, da esquerda pra direita:
- Hélcio - uns 8 anos de WP nas categorias de base do Fluminense. Estava parado há mais de 15.
- Carlinhos - esse cara é um exemplo. Quando o Kal Aragão (secretário adjunto do esporte do governo estadual) me ligou dizendo que havia um rapaz querendo revitalizar o WP no Ceará, me deu logo o telefone dele, dizendo que ele mobilizaria vários ex-jogadores. Empresário, estudante de Direito, pai de dois filhos, passou quase cinco meses treinando sozinho pra se recuperar de uma lesão. Várias vezes tirou dinheiro do bolso pra ajudar o WP cearense.
- Dirceu - meu contemporâneo de Fluminense. Jogou por mais tempo, inclusive no Tijuca. Do meio do ano pra cá começou a trabalhar no mesmo horário dos treinos e praticamente sumiu.
- Rodrigo - mesmo sem conhecer o WP, foi ele o responsável pelo movimento de retomada. professor de educação física, em pouco tempo desistiu de treinar e foi ser técnico da escolinha de um colégio local. Montou um time juvenil e continua dando aula de graça. Está fazendo um excelente trabalho.
- Emanuel - envergadura gigantesca, bastante talento pro gol, infelizmente amarelou pra treinar.
- Renatinho - treinou em Brasília e no interior de SP. Era outro que estava sempre pronto pra ajudar, disposto a treinar sempre, muito bom nos fundamentos, um cara que agregava bastante valor também pela sua extrema cordialidade. Infelizmente desde abril viajou a trabalho e ainda não voltou.
- Geraldo Yang - nadador de ponta, tinha experiência de WP em high-school americana e tem tudo pra ser um grande jogador. Está em SP fazendo uma especialização, tentando adequar os horários do curso pra poder treinar.
- Sérgio - foi apenas esse dia e nunca mais.

Sentados:
Adriano Abreu - primo do "Su", compõe com Alexandre e Carlinhos o grupo que segura todas as ondas. Também acumula o cargo de mecenas, sempre tirando do bolso pra pagar uma despesa. Outro ponto em comum é, como tendo jogado apenas em Fortaleza, sem quase nenhuma experiência de jogo, conseguiu atingir o nível de que atingiu. Tem excelente visão de jogo.
Belarmino - nadador master, é o grande responsável pelos eventos da categoria no Ceará. Não continou no WP, mas está sempre por perto pra ajudar.
- Marlus - mais de 20 anos de WP no Tijuca. Por problemas médicos, não pôde se dedicar aos treinos como queria, o que o desestimulou. Além disso abriu seu próprio negócio e desde abril não conseguiu aparecer mais. Uma grande perda.
- Alexandre - esse é o cara. Nada master e é um verdadeiro tarado por WP. Faz tudo: guarda bola, touca, conserta trave, varre chão, ainda é nosso canhoto, titular absoluto de qualquer time que a gente fechar. Faz isso sempre sorrindo. E ainda tem ao lado isabela também sempre pronta pra ajudar.
- Fernando - filho do Belarmino. Embora seja maior que quase todos, é nosso mascote. Está com 14 anos. Conhecido como Romário por sua vontade de fazer gol sempre, ficou mais motivado com a presença de outros meninos e isso tem melhorado muito sua forma de ver o esporte.

Esse foi o começo. Material humano de sobra. Amanhã tem mais.

2 Comments:

Anonymous Ju Guedes said...

é.. o negócio é sério..
E mais uma vez o blog está maravilhoso!!
Parabéns!

29 novembro, 2006  
Anonymous Anônimo said...

Grande Hélcio!
Muito bacana esse blog. Tá cada vez melhor.
Estou tentando me organizar pra poder voltar, mas terá que ser aos poucos.

Dirceu

05 dezembro, 2006  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home