quarta-feira, fevereiro 21, 2007

O cara

Já contei que trabalhei um tempo em editoria de esporte amador de jornal. Era impressionante como chegava campeão mundial que eu nunca havia ouvido falar. Tinha campeão de tudo.

Desde que voltei a vivenciar o polo aquático, encontrei muita gente que diz que foi campeão brasileiro (às vezes bi, tri, tetra,...), da seleção e o escambau. Como passei muitos anos distante e também não estou aqui pra questionar ninguém, nem muito menos esquentar a cabeça, concordo e pronto. Afinal, como se dizia antigamente: "todo velho já matou onça".

Enfim...

Se tem um cara que pode dizer que fez e aconteceu no Polo Aquático, mesmo tendo nascido e se criado fora do eixo Rio-São Paulo, esse cara é o Léo Vergara. E ele nunca abandona as raízes. Na Páscoa ele organizará um excelente evento em João Pessoa. Nós aqui ainda não sabemos se levantaremos grana pra levar nem que sejam sete atletas só pra não perder a oportunidade. Vamos ver se rola.

Nessa foto histórica enviada por Ricardo Perrone, estavam reunidos jogadores de cinco gerações diferentes na mesma seleção, tirada no Pré-Mundial de 2001 na República Dominincana. Da esquerda pra direita estão Vicente, Beto Seabra, Pará, Kiko (em seu penúltimo evento pela seleção brasileira), Léo Vergara, Daniel Mameri e Felipe Perrone (em sua estréia na seleção adulta).

Esse time se classificou pro Mundial do Japão ganhando mole do Canadá (bons tempos...) e fazendo um jogo duro contra os EUA, perdendo por 7 a 5 em placar definido nos momentos finais. Imagino o quanto essa galera toda não aprendeu com o Léo, tanto na piscina durante o jogo, quanto na capacidade de celebrar a vida depois das partidas.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home