segunda-feira, março 19, 2007

Os donos da bola



O Galvão sempre exagera, ainda mais quando diz que os adversários tremem na frente do Brasil. Já vai longe o tempo em que rolava tal pânico. Isso não quer dizer, no entanto, que o Brasil não mantenha uma aura de respeito no futebol.

O Polo Aquático na Hungria é semelhante. É visceral a relação entre o país e o esporte. Mesmo quando não são favoritos, continuam nas cabeças. E viva o "vizilabda"!

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home