sexta-feira, junho 08, 2007

A função do maestro



Considero que, em termos de reflexão sobre Polo Aquático, a entrevista com o Stamenic, enviada pelo Michel Vieira, foi uma das mais importantes já postadas nesse blog. A noção de um sistema de jogo coletivo aplicada ao máximo da prática, a supremacia da dinâmica do coletivo sobre o valor individual.

Foi o que mais me veio à cabeça quando li os comentários do Carlinhos sobre o jogo do Pro-Recco contra o Posilipo, que ele assistiu ao vivo. Clique aqui, vá para o Blog do Fluminense e leia. Dá arrepio só de ler. Muito interessante ver como craques incontestáveis como Kasas e Madaras, num dia ruim, podem atrapalhar seu time, ainda quando querem resolver sozinhos o que deveria ser em grupo, dando margem a contra-ataques adversários.

Mesmo assim, quem apostaria que o Posilipo, com um de seus principais jogadores expulsos em definitivo no final do terceiro quarto, perdendo por dois gols, jogando na casa do campeão italiano com a arquibancada lotada, passaria quatro minutos de homem a menos sem levar nenhum gol e ainda buscaria o empate para ganhar nos pênaltis após Angelini perder uma cobrança? Era aposta pra muito dinheiro. Ou pra um sistema de jogo muito bem pensado.

Vale muito a pena também ler as considerações que ele faz em seguida sobre arbitragem e a seriedade com que é levado o aspecto disciplinar.




2 Comments:

Anonymous Touca 14 said...

Helcio, já temos o resultado do terceiro jogo. Deu Pro RECCO...................

08 junho, 2007  
Anonymous Anônimo said...

Amiable brief and this post helped me alot in my college assignement. Thank you seeking your information.

20 janeiro, 2010  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home